E o Carboidrato... pode?

September 16, 2016

Uma das perguntas mais frequentes atualmente em consultório do endocrinologista e da nutricionista é sobre o consumo do carboidrato. Afinal, devemos consumi-lo livremente? Quais são as restrições e os cuidados que devemos ter em seu consumo?

Em primeiro lugar, devemos saber quais são os alimentos pertencentes a esse grupo alimentar.

Podemos dividi-los em 3 tipos: amidos, açucares e fibras

As fibras são um tipo de carboidrato que não é digerido pelo nosso organismo, sendo eliminadas nas fezes. Assim, são importantes para a digestão e o funcionamento intestinal. Alem disso, trazem efeitos benéficos quanto ao controle da glicemia e dos lipídeos sanguíneos (colesterol e triglicerídeos). São encontradas apenas em alimentos de origem vegetal, tais como: frutas, vegetais (também chamados de hortaliças, legumes e verduras), cereais integrais (exemplos: arroz integral, pão integral, aveia, milho em grão), feijões, sementes, castanhas, etc.

O amido está presente nos seguintes alimentos:

- Cereais e derivados: arroz, milho, trigo, aveia, centeio, cevada e farinhas (de trigo, de mandioca, de milho, etc);

- Tubérculos e Raízes: batata-doce, batata, inhame, cará, mandioca, mandioquinha ou batata-baroa;

- Leguminosas: feijões, ervilha, lentilha, grão-de-bico e soja.

Os açucares podem ser divididos em Sacarose (açúcar branco ou o mascavo) proveniente da cana-de-açúcar, Frutose (naturalmente presente nas frutas e no mel) e a Lactose (presente no leite de vaca e de outros mamíferos).

Mas afinal, esses alimentos devem ser consumidos em uma dieta? A resposta é sim, sem dúvida alguma. Mas com moderação em sua quantidade e também sob a forma que ele é preparado.

Em relação a quantidade, devemos buscar cerca de 50% do consumo calórico diário obtido a partir de carboidratos (ou seja, nossa principal fonte energética). A escolha desse carboidrato e a composição de uma refeição são fundamentais para montar um prato equilibrado e saudável. Por exemplo, quando escolhemos uma fatia de pão integral com grãos, estamos optando em consumir um carboidrato muito rico nutricionalmente, pois sabemos que tem energia, fibras, grãos, vitaminas e sais minerais. Não é somente farinha de trigo branca como o pão comum.

Além disso, a forma como esse alimento é preparado também é muito importante. Até mesmo a escolha de legumes sortidos em restaurantes deve seguir algumas precauções: o que dá sabor ao alimento? Óleo e sal principalmente. Assim, é comum encontrarmos legumes refogados com excesso de azeite ou outro óleo e muito temperado. Temos que buscar restaurantes que nos ofereça o legume cozido no vapor ou mesmo na água (e que não passe o tempo do cozimento) para depois temperarmos com pouco azeite e ervas finas ou um pouco de sal. E a quantidade desse legume deve ser controlada também.

Enfim, montar um plano alimentar saudável exige conhecimento, disciplina, estímulo e orientação profissional. Marque sua consulta com um especialista para te acompanhar nessa jornada e boa refeição!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

 

UNIDADE  -  BELA VISTA 

  Rua Itapeva, 518 - cj 1005  

Fone 3287-1488

Whats 94194 0131

Whats 99545 7333

   

   

 

UNIDADE  -  IPIRANGA 

 Rua Labatut, 224  

Fone 2274-1576

Whats 94194 0131

Whats 95699 0099